Bem-vindo!

BEM-VINDO! Você esta convidado a participar desta conversa comigo. Vou contar, informar, reclamar, desabafar, avisar, ou seja, será o nosso espaço para tratarmos dos mais variados assuntos. Por você estar aqui, OBRIGADA!


martes, 8 de diciembre de 2009

HALLACAS


Um dos pratos mais reconhecido e mais elaborado da gastronomia venezuelana é, sem sombra de dúvidas, a HALLACA. Este prato é, também, a expressão viva da mistura de culturas que forma o povo venezuelano, pois cada ingrediente traz a marca de sua raiz: folha de bananeira, usada pelos africanos e pelos índios americanos; a massa de milho, uma volta ao passado indígena; o recheio, a marca dos costumes espanhóis.
A palavra HALLACA vem do guarani e deriva da palavra “ayúa” ou “ayuaca” que significa misturar ou coisa misturada. A Hallaca é uma parte indispensável nas festas natalinas e sua preparação varia conforme a região do país e conforme a tradição de cada família. A HALLACA é o orgulho da cozinha venezuelana e está sempre presente em todas as mesas nas festas de fim de ano.






Se você desejar provar uma HALLACA maravilhosa, vá ao Restaurante da Gorda, em El Hatillo, mas se você estiver interessado em fazer HALLACAS para este Natal, aí vai a receita:





INGREDIENTES


3 xícaras de milho verde fresco (ou enlatado)
1 xícaras de banha
Sal

RECHEIO

1 e ¼ xícaras de pimentão verde em tirinhas
1 e ½ xícaras de cebola picadinha
½ xícaras de alcaparras
½ xícaras de óleo3 colheres (sopa) de passas sem sementes e deixadas de molho
1 colher (sopa) de cominho
2 colheres (sopa) de açúcar
1 quilo de frango cozido, desossado e sem pele, cortado pedacinhos
½ quilo de carne de porco sem gordura e cortada em cubinhos
½ quilo de carne bovina cortada em cubinhos
4 tomates sem pele e sem sementes picados
25 azeitonas, verdes recheadas
Sal e pimenta a gosto
Salsa picada



Cozinhar o milho em água. Coar, depois de bater no liquidificador ou depois de passar pelo moedor. Misturar com a banha e o sal. Amassar até obter uma massa lisa e homogênea. Reservar. À parte, dourar as carnes de porco e de boi, no óleo. Depois de bem douradas, retirar com a escumadeira. No mesmo óleo, refogar a cebola e o pimentão. Juntar os tomates e cozinhar até obter um molho espesso. Acrescentar as carnes, as alcaparras, o açúcar, o cominho, o sal e a pimenta. Cozinhar em fogo baixo por 15 minutos. Juntar o frango e a salsa. Retirar do fogo. Cozinhar 3 colheradas da massa reservada no centro de uma folha de papel manteiga (na Venezuela se usa folha de bananeira) e estenda-a até obter um retângulo, de 15 cm de largura por 18 cm de comprimento. Colocar no centro, 3 colheradas de recheio, 4 a 5 passas e 1 azeitona. Dobrar cuidadosamente o papel (que naturalmente deverá ser maior do que a massa estendida), fechando primeiro as bordas pela largura e depois pelo comprimento. Envolver com outra folha de papel e amarre com um fio. Para aquecê-las, colocar sobre uma peneira e mergulhe em caldo fervente, por 10 minutos. Retirar, deixar escorrer um pouco e tirar o papel. Abrir com cuidado, a outra folha também. Se quiser usar folhas de bananeira, lavar com água e uma esponja, com cuidado e sempre no sentido das nervuras, para que não rasguem. Cortar a folha do tamanho adequado (cerca de 25 cm de lado) e seque com um pano.

2 comentarios:

pblower dijo...

Amiga,

Agora nos superamos. So hoje vi que o topico no blog sao as hallacas. O mesmo tema do A Vista del Avila. Isto~´e que é sintonia!
beijocas

pat

tagskie dijo...

hi.. just dropping by here... have a nice day! http://kantahanan.blogspot.com/